Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

44º CONGRESSO BRASILEIRO DE TEOLOGIA MORAL

Sexta-feira, 10 de setembro de 2021, às 17h| Por Polyanna Vieira

Como parte da celebração do Ano Família Amoris Laetitia, a Sociedade Brasileira de Teologia Moral (SBTM) promove, neste mês de setembro, o 44º Congresso Brasileiro de Teologia Moral. Serão quatro encontros on-line para discutir a recepção da exortação apostólica sobre o amor na família, que completou cinco anos e é fruto de dois sínodos convocados pelo Papa Francisco. Os debates serão realizados nos dias 22, 23, 29 e 30 de setembro, sempre às 19h30. O evento é gratuito.

“Escolhemos o tema da Amoris Laetitia acolhendo o pedido do Papa Francisco para que dediquemos ao estudo da Exortação Apostólica. Vamos pensar e discutir durante esses quatro dias para nos aprofundarmos sobre o assunto da família”, destacou a presidente da SBTM, a professora Dra. Maria Inês de Castro Millen, membro da Comissão de Bioética da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

O Congresso “Amoris Laetitia: cinco anos de incompreensões e resistências – o discernimento moral e a benignidade pastoral não podem mais esperar” trará palestrantes internacionais. Além disso, ao final do evento, serão entregues certificados a quem participar de 75% dos encontros.

Para se inscrever, acesse: https://forms.gle/oaepgRZQduybDHYc7

Programação

No primeiro dia (22), Paolo Carlotti, da Universidade Pontifícia Salesiana (Roma-Itália), falará sobre as incompreensões em relação à exortação apostólica. Ele será acompanhado no debate por Solange Aparecida Novaes, do Centro Universitário Salesiano de São Paulo (UNISAL) e pelo bispo auxiliar de Belo Horizonte (MG) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação da CNBB, dom Joaquim Giovani Mol Guimarães, representando a Pontifícia Universidade de Minas (PUC-Minas), da qual é reitor.

Já a resistência à Amoris Laetitia será abordada por Antonio Autiero, da Universidade de Münster, na Alemanha, no segundo dia (23). Maria Teresa Dávila e Cesar Kuzma contribuem para o debate.

Na semana seguinte, no dia 29 de setembro, será a vez de discutir sobre o discernimento moral. A conferência será comandada por Claudia Leal Luna, da Pontifícia Universidade Católica do Chile, e contará com a participação de  Jutta Battenberg Galindo e de Fernando Altemeyer Junior.

Por fim, no último dia do Congresso (30), a pesquisadora do Centro de Estudos Salesianos, da Argentina, Marcela Lapalma, vai abordar a benignidade pastoral da Amoris Laetitia. Sérgio Ricardo Coutinho e Rosana Manzini participam do debate.

 

Ano Família Amoris Laetitia

O ano Família Amoris Laetitia foi anunciado pelo Papa Francisco no domingo da Sagrada Família (27 de dezembro de 2020) e será finalizado em 26 de junho de 2022, durante o X Encontro Mundial das Famílias, em Roma, com o Santo Padre.

A exortação apostólica, lançada em 2016, é fruto de dois sínodos sobre a família realizados nos anos de 2014 e de 2015. O documento possui nove capítulos que abordam questões sobre a palavra, a realidade, os desafios e a vocação das famílias, o amor no matrimônio, a fecundidade, a educação dos filhos, a espiritualidade, entre outros temas.

Os objetivos do Ano Família Amoris Laetitia anunciado pelo Papa são: difundir o conteúdo da exortação apostólica; anunciar que o sacramento do matrimônio é um dom; fazer da família protagonista da pastoral familiar; sensibilizar os jovens; e, ampliar o olhar e a ação da Pastoral Familiar.

Durante o Ano Família Amoris Laetitia estão sendo aprofundadas discussões sobre a exortação apostólica e como colocá-las em prática nas paróquias e dioceses, além de interagir com as comissões de Educação, Catequese, Juventude, Laicato e Missionária da CNBB, e as pastorais da Pessoa Idosa e da Criança em vista de um trabalho sinodal.

Saiba mais em www.vidaefamilia.org.br/al

Fonte: CBNN

 

 

Deixe seu comentário: