Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Bióloga fala sobre a importância da preservação da Camada de Ozônio

Neste dia internacional para a preservação da Camada de Ozônio, a bióloga Fabiana do Carmo, falou do perigo da falta de proteção terrestre, em entrevista no programa Ponto a Ponto.

Segunda-feira, 16 de setembro de 2019, 18h00 | Por Paulo Brito

Imagem: Studio023/Getty Images

Neste dia Internacional para a Preservação da Camada de Ozônio, o apresentador Paulo Brito, conversou com a bióloga responsável da área de meio ambiente do Espaço Ciência, Fabiana do Carmo que falou da importância do ozônio para os seres vivos do planeta e o que podemos fazer diariamente para a preservação do meio ambiente, no programa Ponto a Ponto no final da tarde desta segunda (16).

A bióloga explicou que a camada de ozônio é responsável  por garantir que todos os seres vivos da Terra fiquem protegidos contra os efeitos nocivos dos raios ultravioleta emitidos pelo Sol e que, sem ela, provavelmente não existiria vida. No entanto, nos últimos anos essa camada tem sido progressivamente destruída graças à ação dos homens. Em 1977, alguns cientistas britânicos alertaram sobre a existência de um buraco na camada de ozônio na região da Antártida. Estudos posteriores demonstraram que em todo o planeta a camada estava se tornando mais fina.

Segundo o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, a perda de 1% da camada de ozônio é responsável pelo surgimento de pelo menos 50 mil novos casos de câncer de pele. Além desse problema, o excesso de raios ultravioleta também é responsável por atacar o sistema imunológico e desencadear o envelhecimento precoce e problemas de visão. Além de atingir humanos, a radiação pode afetar todas as formas de vida, sendo importante destacar a destruição dos plânctons, que desempenham importante papel na absorção de dióxido de carbono, que é usado no processo de fotossíntese.

Fabiana do Carmo deu algumas dicas aos ouvintes de como podemos preservar a camada de ozônio: “Evitar todo o tipo de queimada, ter uso consciente do ar condicionado e de combustíveis fósseis, evitar aerosóis, entre outras coisas simples. É a nossa proteção para o futuro “. Explicou a bióloga.

Para saber mais sobre como preservar a camada de ozônio e o meio ambiente, Fabiana convidou os ouvintes a visitarem o Espaço Ciência que fica localizado no Parque Memorial Arcoverde Complexo de – Salgadinho, Olinda. O espaço funciona de segunda à sábado das 8h às 17h e a entrada é gratuita. Para mais informações e agendamentos, basta ligar para 3184-5524.

Ouça como foi a entrevista:

 

Deixe seu comentário: