Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

CONHEÇA A HISTÓRIA DE NOSSA SENHORA DAS DORES

Quarta-feira, 15 de setembro de 2021, às 9h| Por Polyanna Vieira

A Virgem Maria recebeu vários títulos ao longo da história, e Nossa Senhora das Dores ou Mãe Dolorosa é um desses títulos que a Igreja comemora no dia de hoje, 15 de setembro. Essa devoção refere-se as sete dores que Nossa Senhora sofreu ao longo da sua vida, principalmente na Paixão de Jesus Cristo. Foi em 1221 que teve início a devoção.

Podemos encontrar três tipos de imagens de Nossa Senhora das Dores: com o semblante de dor e sofrimento, tendo sete espadas ferindo seu imaculado coração, outra representada com uma expressão sofrida diante da Cruz, contemplando o filho morto, e ainda representada segurando Jesus morto nos braços, depois de seu corpo ser descido da Cruz, dando assim origem à famosa escultura chamada Pietà.

 

 

As sete dores de Nossa Senhora

  1. A profecia de Simeão sobre Jesus (Lucas, 2, 34-35)
  2. A fuga da Sagrada Família para o Egito (Mateus, 2, 13-21);
  3. O desaparecimento do Menino Jesus durante três dias (Lucas, 2, 41-51);
  4. O encontro de Maria e Jesus a caminho do Calvário (Lucas, 23, 27-31);
  5. O sofrimento e morte de Jesus na Cruz (João, 19, 25-27);
  6. Maria recebe o corpo do filho tirado da Cruz (Mateus, 27, 55-61);
  7. O sepultamento do corpo do filho no Santo Sepulcro (Lucas, 23, 55-56).

 

Apesar de todo sofrimento que passou, a Virgem Maria se manteve firme na oração e na confiança na vontade de Deus. Outra curiosidade é que  duas vezes no ano a Igreja comemora as dores da Santíssima Virgem: na Semana da Paixão e também hoje, 15 de setembro.

 

Deixe seu comentário: