Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

EDIÇÕES CNBB LANÇA SEGUNDA EDIÇÃO DO TEXTO “MINISTÉRIO DE CATEQUISTA”

Segunda-feira, 12 de janeiro de 2022, às 13h| Por Polyanna Vieira

A Edições CNBB apresentou a segunda edição do texto de Estudos número 95 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) “Ministério de Catequista”. A expectativa é que esta nova impressão da publicação seja “muito útil nesta etapa de amadurecimento da missão catequética na Igreja” quando, a partir da carta apostólica Antiquum Ministerium, se reforça o reconhecimento e a instituição do Ministério de Catequista.

Segundo a editora, a obra deseja “nos educar para o Ministério, pois, antes de instituí-lo, é preciso bem compreendê-lo”. As reflexões contidas no material são resultado de ampla reflexão da Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-Catequética, ainda em 2007. Agora, vão ajudar a compreender o que o Papa Francisco estabeleceu na carta apostólica sob forma de «motu proprio» Antiquum Ministerium – pela qual se institui o ministério de catequista, publicada no ano passado.

“Se o Motu Proprio foi para nós um vigoroso impulso para que sejamos mais ousados na capacidade de reconhecer e promover a índole ministerial da Igreja, de certa forma, aqui no Brasil, a temática havia já palmilhado passos muito interessantes“, destaca o arcebispo de Curitiba (PR) e presidente da Comissão para a Animação Bíblico-Catequética da CNBB, dom José Antônio Peruzzo.

Ele recorda a primeira edição do texto de Estudos, em 2007, como um “precioso documento de estudo”. Para dom Peruzzo, “é um texto muito bem alentado, não apenas uma reflexão. É também resultado de uma paciente pesquisa: confirmam-no as notas explicativas vigorosas. Por isso mesmo, a sua reedição se tornou tão necessária, pois a procura aumentou e a atualidade do texto se mostrou muito inspiradora”.

Na publicação não são apresentadas “ideias de conveniência”, mas “a busca, na história e na escritura, dos primeiros assomos do ministério catequético”, segundo destaca dom Peruzzo.

 

 

Deixe seu comentário: