Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Processos trabalhistas caem 32% sob efeito da reforma promovida em 2017

Cerca de 700 mil processos deixaram de ser abertos na Justiça. A principal causa é o pagamento dos advogados vencedores por parte de quem perde a ação
Repórter Cristiano Carlos – Agência do Rádio

Os processos trabalhistas diminuíram 32%, em 2019, em comparação com dados levantados pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST), em 2017, quando as novas regras previstas na reforma trabalhista passaram a valer.

De acordo com os dados do TST, entre janeiro e outubro de 2017, as varas trabalhistas tinham mais de 2,2 milhões de processos. No mesmo período de 2019, a quantidade de processos caiu em cerca de 700 mil e, hoje, não passa de 1,5 milhões.

Segundo especialistas ouvidos pelo site do jornal Folha de São Paulo, a principal causa para a queda do número de processos na Justiça trabalhista é a regra instituída pela reforma que impõe a parte vencida a obrigatoriedade de pagar os honorários dos advogados da parte vitoriosa nos processos.

A reforma trabalhista foi aprovada no Congresso Nacional e sancionada durante o governo de Michel Temer, em novembro de 2017.

Deixe seu comentário: